Câmaras municipais da região metropolitana de João Pessoa custam R$ 107,9 milhões aos cofres públicos, ao ano

Postando e atualizado: 16-06-17 às 10:00Hs
FONTE DA NOTÍCIA: Postal Correio
------------------------------------
redeesperanca
São gastos muito elevados para produções pífias de vereadores que trabalham, no máximo, três dias por semana e gastam verdadeiras fortunas para legislar, muitas vezes, em causa própria

Resultado de imagem para DINHEIRO NO RALO

Levantamento feito pela reportagem do Correio no Sagres (Sistema de Acompanhamento da Gestão) do Tribunal de Contas do Estado (TCE) revela que os 85 vereadores das cinco Câmaras Municipais da Grande João Pessoa custam R$ 107,9 milhões por ano aos contribuintes. 

São R$ 8,3 milhões por mês em salários dos vereadores, servidores e assessores de toda espécie, gratificações, verbas de gabinete, compra de combustível, pagamento de contas de telefones, locações de veículos, alimentação e diárias, entre outros gastos que os trabalhadores comuns nunca terão na vida toda. 

São gastos muito elevados para produções pífias de vereadores que trabalham, no máximo, três dias por semana e gastam verdadeiras fortunas para legislar, muitas vezes, em causa própria. 

Na verdade, os 85 vereadores, 27 deles na Capital, são homens superpoderosos financeira e politicamente. Muitos deles estão no poder há vários mandatos. Em João Pessoa, cada vereador tem salário bruto de R$ 15 mil. O presidente Marcos Vinícius recebe R$ 19.500,00, além do poder da caneta. O Sagres registra que a Câmara da Capital tem 619 comissionados com salários que chegam a R$ 14,6 mil. Ana Lúcia Alves Souza Machado de Araújo, lotada na diretoria administrativa e financeira, por exemplo, recebe R$ 8.200,00. 

Só na função de assessor especial são 54 comissionados com salários de R$ 1.400,00. Na assessoria do Cerimonial estão lotadas 15 pessoas com salários entre R$ 2,7 mil a R$ 8,7 mil. Na TV Câmara, os assessores especiais ganham entre R$ 2,7 mil e R$ 8,9 mil, salário de Paulo Hugo Virgolino. Para coordenar o site da Câmara foi contratada uma pessoa chamada Isabelle Thais Gomes Cosme de Medeiros, com R$ 7,8 mil de salário. O coordenador de segurança, Josevandro Brito de Lemos ganha R$ 9,6 mil. O chefe de gabinete da presidência, Helder Stênio Gomes Ribeiro, ganha R$ 8 mil. Cada um dos 27 chefes de gabinete dos vereadores recebe R$ 4,1 mil por mês.




Comentários