Linha 500 é suspensa e mudança altera outros itinerários em CG; veja orientações

Postando e atualizado: 09-10-17 às 08:40Hs
FONTE DA NOTÍCIA: ASCOM STTP
------------------------------------
redeesperanca
Segundo a STTP, a mudança foi decidida após encontro com as lideranças comunitárias do bairro do Pedregal

As linhas de transporte coletivo na rota 500, que atende o bairro da Prata e trecho da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), passa por alterações a partir desta segunda-feira (9). A linha 500 está temporariamente suspensa, acarretando mudanças nas linhas 550 e 055.

De acordo com o plano de itinerário que é atendido atualmente à comunidade, no Pedregal passam as linhas 550 (bairro-Centro) e 055 (Centro-bairro), cada rota com dois carros e um tempo de espera médio de 40 minutos entre um carro e outro, assim, a suspensão da linha 500 otimizará a operação das linha 055 e 550, nas quais seus carros passarão a integrar as respectivas frotas, restando três carros cada uma. Com essa intervenção, o tempo de intervalo entre carros diminuirá de 40 minutos para 27 minutos. Quem afirma é a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP).

Os passageiros da linha 500 deverão pegar os carros da linha 550 na UFCG, e continuarão normalmente até o Centro pelo bairro da Prata. Contudo, e dentro desse planejamento, a linha 550 deixará de atender o bairro do Pedregal para poder cobrir parte do itinerário da Linha 500 existente no bairro da Prata. A linha 055 continuará normalmente com o itinerário, porém com o incremento de mais um carro à disposição da população. Assim ocorrerá a melhoria da operação sem a necessidade de manobras nos ônibus em decorrência da sobreposição das linhas nas ruas estreitas da região.

Ainda com a necessidade de atender do serviço na área do Hospital Dr. Edgley, no bairro de José Pinheiro, será ampliada a oferta de vagas de transporte coletivo para a unidade de atendimento hospitalar que há tempos vem necessitando dessa ampliação da possibilidade de deslocamento de seus pacientes.

A STTP ressalta que a operação da linha 500 não fora totalmente extinta, mas fica apenas como suspensa pelo período necessário a análise do comportamento das demandas da população.




Comentários