Governo quer aprimorar mecanismos de controle na oferta do Bolsa Família

Postando e atualizado: 06-03-2019 às 10:33Hs
FONTE DA NOTÍCIA: Oglobo
------------------------------------
Número de beneficiários do programa caiu para 13,7 milhões, menos do que no ano de 2013

O número de beneficiários do Bolsa Família diminuiu levemente no país, saindo de 13,8 milhões em setembro de 2013 para 13,7 milhões em setembro do ano passado. O Ministério da Cidadania informou que está aprimorando os mecanismos de controle do programa. 

“O Bolsa Família aumentou a quantidade de bases de dados do governo federal para o cruzamento com as informações do Cadastro Único, o que resultou em melhorias de focalização do programa”, disse a assessoria de imprensa da pasta. 

Em nível federal, o Bolsa Família beneficiou eleitoralmente o PT, partido que instituiu o programa ainda no primeiro mandato do ex-presidente Lula, conforme tese de doutorado da pesquisadora do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Elaine Licio, apresentada na UnB. Na pesquisa, ela aponta que os beneficiários do programa tenderam a votar mais em Lula, além de avaliar seu governo e trabalho de uma forma mais positiva do que os não beneficiários. 

Juntos, PT e MDB representam 41,2% da redução de beneficiários do Bolsa Família filiados a partidos entre 2013 e 2018 — que foi de 65,3 mil. O total de filiados no programa saiu de 440,2 mil em 2013 para 374,9 mil no ano passado.No mesmo período, o total de filiados a legendas no Brasil subiu, de 15,4 milhões para 16,7 milhões. 

Outros 22 partidos tiveram perdas de filiados no mesmo período: Avante, DC, DEM, PCdoB, PCB, PCO, PDT, PMN, Pode, PP, PPS, PR, PRB, PRP, PRTB, PSB, PSC, PSL, PSTU, PTB, PTC e PV. Por outro lado, Novo, Patriotas, PHS, PMB, PPL, PROS, PSD, PSOL, Rede e SD cresceram entre 2013 e 2018.

 

 




Comentários